Escolha uma Página

Apesar dos nomes serem parecidos, o funcionamento deles é diferente!

Sendo uma grande preocupação de muitas empresas e famílias brasileiras, os cuidados com a vitalidade, qualidade de vida e segurança estão cada vez mais participando do planejamento orçamentário. Contudo, ao procurar saber mais sobre o assunto, comumente as pessoas deparam-se com uma confusão entre planos de saúde com os seguros saúde, que chegam a usar as duas expressões como sinônimas.

Ambos têm a função de conceder assistência médica e hospitalar aos seus clientes. Porém, além da forma de utilização mudar, a liberdade de escolha de médicos, hospitais e laboratórios também sofre variações.

Caso você tenha interesse em saber quais são as distinções entre ambos e qual é a melhor opção para você, sua família ou empresa: Confira a seguir!

Plano de saúde

Aqui, cada empresa tem sua própria rede de atendimentos, variando bastante em relação à cobertura e abrangência. Sendo assim, os segurados têm o serviço de assistência médica prestado pelos estabelecimentos e profissionais credenciados pela operadora escolhida.

O plano de saúde geralmente apresenta um custo superior, entretanto, o consumidor não necessita desembolsar nada quando for preciso a assistência médico-hospitalar. Além disso, existe a alternativa da corporação oferecer a autonomia na seleção com reembolso, porém, é necessário constar esta opção no contrato.

Seguro saúde

A grande vantagem desta categoria envolve a preferência do cliente em relação às consultas, aos exames e às internações. Assim, não há uma rede credenciada, o consumidor é livre para escolher onde será atendido!

O reembolso com os gastos médicos nesta modalidade é valido por todo o território nacional, mas, o valor irá depender do tipo de seguro contratado. Ele também pode ser customizado, já que é formado por módulos de cobertura.

Em contramão, habitualmente ele costuma ser mais barato, além de oferecer ampla liberdade de escolha para o segurado. Outro ponto que deve ser analisado é o fato de que o segurado precisa ter disciplina para sempre manter uma reserva de emergência, capaz de cobrir qualquer tipo de emergência médica ou ainda consultas e exames preventivos.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a responsável por regulamentar e fiscalizar, tanto os seguros saúde, quanto os planos de saúde – este primeiro, desde 2001, com base na Lei 10.185/01.

Caso você busque um atendimento médico adequado, entenda a importância de contar com uma seguradora para administrar isso! A FG Company está disponível para auxiliar você e tirar todas as suas dúvidas. Entre em contato!

Gostou do artigo? Comente aqui em baixo!