Escolha uma Página

O trabalho remoto está se popularizando cada vez mais. Essa modalidade oferece muitos benefícios e é uma opção atrativa para quem busca maior conforto e flexibilidade!

Porém, mesmo distante de seu ambiente físico corporativo, o funcionário ainda está sujeito aos desgastes do corpo e da mente no processo de trabalho. E não é novidade que a saúde emocional dos colaboradores impacta diretamente na motivação e no sucesso da empresa, certo?

Com o intuito de entender melhor, ter uma percepção e oferecer auxilio emocional a sua equipe, continue lendo este artigo!

Os especialistas em Recursos Humanos alertam sobre a importância da saúde emocional, assim como o equilíbrio psicológico, que pode ser traduzido em maior produtividade e satisfação com as atividades.

Após mais de seis meses em uma situação de crise sanitária global, 67% das empresas brasileiras afirmam que tiveram dificuldades para implementar home office, segundo a pesquisa da Fundação Instituto de Administração (FIA), em abril, com dados de 139 empresas que atuam em todo o país.

A FIA ainda coletou outros dados sobre o assunto, entre eles, a estimativa de que 28% dos entrevistados não concordaram com a afirmação “o tempo que dedico ao trabalho é equilibrado entre as necessidades da empresa e as minhas necessidades pessoais”.

Assim, um possível aumento da produtividade no home office pode ter afetado tempo livre dos trabalhadores.

Não ter que lidar com o estresse causado pelo trânsito e falta de mobilidade, menores custos com infraestrutura e manutenção física de uma empresa são algumas das inúmeras vantagens do home office. Contudo é preciso se certificar que esse tempo a mais em casa não se torne um motivo para trabalhar em excesso.

Reforçamos este tópico pois o aumento da carga de trabalho é um fator que pode prejudicar a saúde mental. Confira outras condições que possibilitam o estresse e a fadiga emocional dos funcionários:

  • Alta competitividade;
  • Extrema pressão para buscar resultados;
  • Ameaças persistentes da liderança da empresa (como demissões);
  • Muitos desafios e nenhuma ajuda para determinar os procedimentos de trabalho;
  • Salários baixos;
  • Clima organizacional ruim;
  • Todos os tipos de assédio.

Mas como evitar tudo isso?

De acordo com as orientações do Fórum Econômico Mundial, três abordagens possíveis devem ser feitas:

  1. Proteger a saúde mental reduzindo os fatores de risco relacionados ao trabalho;
  2. Promover a saúde mental ao desenvolver aspectos positivos de trabalho e habilidades aos empregados;
  3. Enfrentar casos de problemas de saúde mental independentemente da causa.

Para conferir as diretrizes, acesse aqui!

Analisando isso, garanta que os benéficos do trabalho remoto sejam utilizados por toda a equipe. A flexibilidade de horários, maior tempo para a convivência com a família e cuidados com a alimentação e saúde são essenciais e devem ser aproveitados!  

Conte com a FG Company Seguros para te ajudar nesse momento!

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário.